Tags

,

Mia Couto, escritor convidado a integrar uma mesa de debates acerca da temática da “Segurança”, nas Conferências do Estoril de 2011, leu um texto seu sobre o medo. Com espaços destinados à discussão sobre problemáticas e desafios da globalização na contemporaneidade, a intenção das Conferências é reunir grandes nomes, coletivos e organizações variadas a fim de debater, de modo bastante eclético e abrangente, assuntos contundentes de interesse social.

Ao introduzir seu texto, Mia nos diz: “Nada mais inseguro do que um escritor numa conferência sobre segurança, um escritor que se sente um pouco solitário porque foi o único convidado nesta e na anterior edição… preciso de um abrigo, preciso de um refúgio…”.

“Comemorar o medo”, enfim, é excelente! Vale a pena acompanhar a fala desse nosso grande e ilustre escritor da língua portuguesa.

_______

Em tempo: Hoje é o último dia para concorrer a um exemplar de “Estórias abensonhadas”, lançamento do autor, pela Companhia das Letras. Quer saber como participar? Veja aqui.

Anúncios