Tags

Quem é:

Cacaso

Cacaso. Nascido Antônio Carlos Ferreira de Brito, em 1944 (Uberaba, MG). Morreu em 1987 (Rio de Janeiro, RJ). Caricaturista aos 12 anos, poeta antes dos 20. Filósofo, professor universitário – teoria da literatura e literatura brasileira, décadas de 60 e 70. Em 67, o primeiro livro, A Palavra Cerzida; os outros são Grupo Escolar (74), Beijo na Boca (75), Segunda Classe (75), Na Corda Bamba (78) e Mar de Mineiro (82). “Livros que não só revelaram uma das mais combativas e criativas vozes daqueles anos de ditadura e desbunde, como ajudaram a dar visibilidade e respeitabilidade à ‘poesia marginal'”. Para além das companhias mimeógrafo-poéticas, trabalhou com grandes músicos brasileiros, como Edu Lobo e Tom Jobim, dentre muitos outros. Um dos mais criativos poetas dessa nossa mais recente história literária, Cacaso era sempre mais. A ed. Brasiliense lançou, em 85, a primeira antologia da obra desse grande poeta. Cacaso morreu dois anos depois. Recentemente, suas obra completa (publicações e poemas até então inéditos) foi reunida no livro intitulado “Lero-lero”, lançado pela CosacNaify/7Letras em 2002.

-=-=-

Poemas

happy end

o meu amor e eu
nascemos um para o outro
agora só falta quem nos apresente

Descartes

Não há
no mundo nada
mais bem
distribuído do que a
razão: até quem não tem tem
um pouquinho

estilos trocados

Meu futuro amor passeia – literalmente – nos
píncaros daquela nuvem.
Mas na hora de levar o tombo advinha quem cai.

Infância (2)

Eu matei minha saudade mas depois
veio outra

indefinição

pois assim é a poesia:
esta chama tão distante mas tão perto de
estar fria.

Anúncios